O que aprendi depois dos 30

Aprendi que qualidade é mais importante que quantidade. Aprendi que se respeitar é mais importante do que impressionar. Aprendi a gostar mais de quem eu sou, do que da pessoa que os outros querem que eu seja.

Aprendi a buscar o equilíbrio e ser mais honesta com os meus anseios, e a não deixar que o que os outros fazem, desejam ou conquistam tenha impacto na minha vida. Aprendi a ficar focada em coisas que me façam feliz e me tragam satisfação, e não apenas em coisas que possam me trazer dinheiro.

Aprendi que o tempo é precioso e não vale a pena gastá-lo com o que vai me deixar chateada ou entediada. Aprendi a colecionar momentos e sabores, ao invés de coisas materiais que se compra em lojas. Aprendi que não vale a pena encher a cara e ir trabalhar atrasada no outro dia de ressaca.

Aprendi a valorizar mais os meus princípios e valores. Aprendi a não dedicar a minha amizade a pessoas que não estão tão conectadas comigo. Aprendi que é preciso ter muito cuidado com relacionamentos tóxicos e pessoas âncoras. Aprendi a reconhecer para mim mesma quando sinto ciúmes, raiva ou inveja. E aprendi a pensar sobre isso até o ponto de entender de onde vêm esses sentimentos para poder me reconciliar comigo e com as minhas fraquezas.

Aprendi que a grama do vizinho nem sempre é tão verde quanto parece, e se realmente é, não é por pura sorte, mas porque ele se dedicou muito ao jardim (na maioria das vezes)! Aprendi que falar outra língua faz toda a diferença na vida profissional e pessoal. E aprendi o quanto é saudável ter um dinheiro guardado e uma conta corrente positiva.

Aprendi que mais importante do que ter um corpo bonito a qualquer custo, é ter saúde. Aprendi que as partes mais importantes do meu corpo são o coração e o cérebro e não os glúteos e seios. Aprendi que não dá pra sair de casa sem filtro solar. E que fio dental e relaxante muscular devem estar sempre na bolsa ou na gaveta do trabalho.

Aprendi que reclamar não adianta se eu não descruzar os braços e arregaçar as mangas. Aprendi que a minha vida está só começando, e que eu não preciso ser tão ansiosa.
Aprendi que tomar um belo café pela manhã faz toda a diferença para o dia.

E aprendi que a felicidade é muito subjetiva, e que algumas pessoas preferem comprar, outras preferem conquistar. E que para alguns a felicidade é grande e cara, e para outros ela pode ser pequenina e passar voando, como uma borboleta.

tim-wright-127008

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s