20/09/2011

Há risos que já não me fazem rir. Existem aqueles que já não abraço como antes. Será que não os amo mais? Duvido.
Eles são do tipo: “impossível de não se amar“. Eu que sempre fui a errada. A que sente demasiado. A que não sente nada. Mocinha? Jamais. Eu nunca fui boazinha com os meus queridos. Sempre exigi deles o que por muitas vezes não dei. Talvez seja por isso que o meu peito anda tão pesado ultimamente. É excesso de amor. E o que se faz com tanto amor? Se doa. Se eu quero ser solidária? Depende. Quando se trata de amor só consigo doá-lo quando ele está transbordando. Quando foge do meu alcance contê-lo. Os meus olhos explodem em lágrimas e eu derramo todo aquele sentimento contido. Nunca soube amar em doses pequenas. Meu amor é um afago para os loucos e uma bofetada para os despreparados. Costumo vê-lo em espirais, envolvendo cada partícula de seu alvo. É como se ele quisesse absorver a pessoa inteira de uma vez.
Vazio. Sinto passos ecoando em meu coração. Olá? Amor? Silêncio. Então, eu percebo que não é o amor que está ali. A única coisa capaz de calar o meu coração é a falta. Ela se senta e eu sei que não irá embora agora, mas não demora. Por vezes eu preciso dela. A sua presença me faz perceber o quão ruim é a ausência. E ela só vai embora quando eu sussuro baixinho: “Pode ir agora, eu entendi. Quando ele vier de novo eu prometo libertá-lo. Não o quero só pra mim”   Sorrindo ela diz: “Seu coração sempre me deu trabalho Tatiana; Ele é grande demais para o meu vazio.”   Ao sair, ela deixa na porta um aviso: “Precisa-se de amor verdadeiro, do tipo que se doa gratuitamente e também quer amor em troca.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s